Bühler está satisfeita com a proteção de acesso a pontos de risco através de leitores laser de segurança

  • além do teatro de Lausanne, da estação de teleférico Wildhus, do cercado de elefantes no zoológico Rapperswiler Zoo e da cobertura da arquibancada para as Olimpíadas de St. Moritz, Chäserrug é mais um de muitos projetos renomados da empresa Bühler Bedachungen und Bauspenglerei

  • proteção em dobro com o leitor laser de segurança RSL 430 e barra de pisar

  • o funileiro e operador de máquinas Bruno Bühler no painel de controle

  • o leitor laser de segurança assume o monitoramento a partir da perspectiva aérea

  • monitoramento da sala de máquinas com dois leitores laser de segurança

  • Bruno Bühler (Bühler - Bedachungen und Bauspenglerei) e Tobias Wüst (Leuze electronic) estão satisfeitos com o conceito de segurança implementado na Bühler

Experiência, tradição e paixão

Experiência, tradição e paixão - estes são os valores que garantem a qualidade 5 estrelas na empresa Bühler Bedachungen und Bauspenglerei, formada por 5 irmãos, em Romanshorn na Suíça. Para a empresa familiar, a qualidade vem em primeiro lugar – principalmente quando se trata da seleção de seus parceiros e fornecedores. Dentre eles estão, entre outros, a suíça Jorns AG, que forneceu para a funilaria a nova máquina de dobramento duplo do tipo TP-150G-RH-UV-SL-1250-CP200-6.4-mp, inclusive o conceito de segurança, assim como a fabricante de sensores óticos Leuze electronic, que garante a segurança no trabalho para pessoas e máquinas.

Segurança para pessoas e máquinas

A segurança para pessoas e máquinas é exigida não apenas pelas normas internacionais relevantes do ponto de vista da segurança. A proteção de pessoas e máquinas contra processos perigosos é uma questão natural e óbvia para essa empresa de 35 pessoas. «Quando uma nova máquina entra em operação em nossa funilaria, como por exemplo, a nova máquina de dobramento TwinMatic-Pro 150 da Jorns, ela deve corresponder às mais novas exigências de técnica de segurança», explica o funileiro formado Bruno Bühler. Para a seleção do conceito de segurança, ele confia na competência de consultoria da fabricante da máquina, a Jorns AG, de Lotzwil. Devido a experiências positivas em outros projetos, a Jorns apostou no leitor laser de segurança RSL 430 da Leuze electronic, que oferece proteção optoeletrônica para o acesso à longa parte dianteira da máquina. O RSL 430 fica posicionado centralmente embaixo do avental de dobramento, permitindo que a área radial máxima do sensor possa ser aproveitada. Dessa maneira, a proteção da superfície diante da máquina pode ser realizada apenas com um sensor.

Processo de trabalho totalmente automatizado

TwinMatic-Pro 150 é a nova máquina de dobramento da Jorns AG utilizada na funilaria, substituindo uma máquina de quase 20 anos de idade com funcionalidades similares no setor da funilaria. A nova máquina permite dobrar chapas dos mais diversos tipos e espessuras - alumínio, zinco, cobre, aço - em um processo totalmente automatizado. O operador de máquinas só precisa intervir no processo com as mãos na colocação e na retirada das chapas. Assim que o operador de máquinas ultrapassa a linha marcada em vermelho no chão, a aprox. 80 cm de distância da máquina de dobramento, entrando na zona de perigo, o seu movimento é registrado pelo leitor laser de segurança RSL 430, causando a parada imediata da máquina. Caso este monitoramento de segurança venha a falhar, existe ainda um «chão duplo» sob a forma de uma barra de pisar. Quando esta barra é acionada pelo pé do operador, ela é pressionada sobre um interruptor de comando de desligamento de emergência, causando a parada da máquina em frações de segundo. «É bom ter uma rede de segurança em dobro – apesar de ela não ter sido usada até hoje, e ainda bem. O leitor laser de segurança RSL 430 trabalha de maneira confiável e sem falhas e, por isso, é a solução ideal para nós», conta o funileiro Bruno Bühler, que opera ele próprio a máquina de dobramento, na maioria das vezes.

As funcionalidades do novo leitor laser de segurança convencem

Disponível em diversas versões e devido à sua capacidade de inovação, o leitor laser de segurança RSL 400 convence desde a sua introdução ao mercado, no final de 2015, não apenas usuários finais, como a Bühler, mas também jurados especialistas, recebendo várias premiações em 2016 - o GIT Safety Award, o Prêmio Industrial «Industriepreis» e também o Handling Award. O leitor laser de segurança funciona da seguinte maneira: ele envia periodicamente pulsos luminosos através de um defletor rotativo. Estes pulsos são espalhados em todas as direções pelos obstáculos, por exemplo, pessoas que entram na zona de perigo. Uma parte dos pulsos luminosos é recebida novamente pelo leitor laser de segurança e avaliada. Com base no tempo de propagação da luz e no ângulo atual do defletor, ele então calcula a posição exata do operador de máquinas. Caso o operador se encontre dentro de uma área de proteção predeterminada, o leitor laser de segurança executa uma função de chaveamento orientada à segurança. «No nosso caso, isso acontece assim que o operador da máquina pisa na linha de segurança marcada em vermelho no chão, do lado dianteiro longo da máquina» conta Pascal Guyot, Diretor de sistemas de controle na Jorns AG. Neste caso, as saídas de chaveamento de segurança são desativadas. O cálculo da distância de segurança necessária é realizado com base na norma DIN EN 999 relevante do ponto de vista da segurança. Aqui são importantes fatores como, por exemplo, a velocidade de aproximação e a altura da área de proteção acima do solo. Além disso, o tempo de parada da máquina, bem como suplementos para, por exemplo, erros de medição induzidos pelo sistema, também devem ser considerados.

Monitoramento a partir da perspectiva aérea

No entanto, uma proteção total de todos os lados da máquina não fica garantida apenas com um único leitor laser de segurança posicionado centralmente embaixo do avental de dobramento da máquina. Para isso seria necessário instalar pelo menos dois sensores de segurança, dependendo da instalação. Com apenas um leitor laser de segurança, o corte em modo automático seria possível apenas na operação intermitente. Da mesma maneira, poderia ocorrer o impedimento do dobramento da chapa no método Top-Down, caso esta ficasse muito projetada para fora da máquina. Por isso, a Bühler decidiu instalar a partir de cima um segundo leitor laser de segurança RSL 430 para o monitoramento da sala de máquinas, a fim de reduzir a área de perigo para 80 cm em profundidade. O segundo leitor é instalado no teto com uma corrente de ferro e tem um alcance de 8,25 metros, com uma resolução de 70 milímetros e uma área de detecção de 270°.

A posição do leitor laser de segurança tem como referência sempre o sensor, que serve para o monitoramento da linha de dobramento. Deve-se observar aqui que o painel de controle também é detectado como objeto e, por isso, deve se encontrar fora da zona de perigo durante a operação automática. «Se a área do painel de controle fosse excluída do monitoramento, seriam gerados pontos cegos dentro da zona de perigo, de acordo com a projeção da sombra. Além disso, apareceriam pontos cegos entre os suportes e atrás da máquina, que teriam de ser obrigatoriamente protegidos», explica Bojan Zmijanjac, Area Sales Manager na Leuze electronic na Suíça.

Um conceito completo de segurança, que impressiona

Com o posicionamento de dois leitores laser de segurança RSL 430, a Jorns recomendou à Bühler um conceito de segurança completo e coerente para uma proteção total da máquina, que foi testado e comprovado na prática. Tobias Wüst, gerente da filial suíça da Leuze electronic em Fluringen, destaca a competência do fabricante e líder em inovação no setor dos sensores óticos: «Muitos oferecem a tecnologia de sensores de segurança. Mas leitores laser de segurança confiáveis requerem anos de experiência. Com a série de leitores laser de segurança RSL 400 a Leuze electronic atingiu um desenvolvimento que combina a maior confiabilidade e desempenho com uma operação simples».

Sobre as empresas

Jorns AG, Suíça
A fabricante suíça de máquinas de dobramento, máquinas de dobramento duplo, instalações compactas, máquinas de calha e máquinas de acessórios para o processamento de chapas finas, Jorns AG, é uma empresa familiar que atua mundialmente, principalmente nos setores de funilaria e construção de coberturas e galpões. A Jorns AG possui mais de 40 anos de experiência e contribui para o sucesso de seus clientes com sistemas orientados para aplicação e serviços para o processamento de chapas finas. No centro de suas ofertas de serviços está a cadeia de processos de corte e dobramento de perfis longos.


Bühler – Bedachungen und Bauspenglerei AG, Suíça
A empresa Bühler – Bedachungen und Bauspenglerei, em Romanshorn, na Suíça, representa desde 1964 a excelência em produtos e serviços nos setores de telhados, trabalhos de funilaria e fachadas, sistemas fotovoltaicos, andaimes e uso de guindastes móveis. Seus clientes de longa data valorizam a competência, a experiência e a tradição da «empresa de 5 irmãos» herdada do pai, assim como a consultoria personalizada, o acompanhamento e a paixão do fornecedor de soluções completas.


Leuze electronic
A Leuze electronic é um dos líderes mundiais de inovação em sensores óticos, sendo conhecida internacionalmente como o principal fabricante e provedor de soluções na automação elétrica. O foco da empresa está na intralogística e indústria de embalagem, na indústria de máquinas-ferramenta e na indústria automotiva, bem como na tecnologia médica. Da gama de produtos fazem parte sensores de chaveamento e de medição, sistemas de identificação, soluções para o processamento de imagem e a transmissão de dados, bem como componentes e sistemas para a segurança no trabalho. A empresa fundada no ano de 1963, com sede em Owen (Alemanha), dispõe de conhecimento técnico específico das aplicações e uma ampla experiência no setor. Mais de 1000 colaboradores em 22 unidades trabalham com desenvolvimento, produção, vendas e assistência, contando com o suporte de mais de 40 parceiros de distribuição no mundo todo. O «Smart Sensor Business 4.0» da Leuze electronic oferece desenvolvimentos inovadores de produtos, soluções personalizadas e uma extensa oferta de serviços.

Produtos usados

  • Setor/área

  • Natureza da tarefa

  • Aplicação

    Bühler está satisfeita com a proteção de acesso a pontos de risco através de leitores laser de segurança